Sinusite

O que é Sinusite

Também conhecida como sinusopatia, a sinusite é uma inflamação dos seios paranasais que acontece na mucosa da face, região de cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos trazendo sintomas como dor de cabeça, corrimento nasal e rosto inchado.

Aproximadamente, 30 milhões de brasileiros sofrem da doença por ano. Já para as crianças, o ambiente é o principal fator que contribui para desenvolver a sinusite, incluindo alergias e doenças transmitidas de outras crianças em algum ambiente fechado, a sala de aula, por exemplo. Nos adultos, sinusite pode ser ocasionadas por infecções e cigarros.

Geralmente, a sinusite é provocada pelo vírus Influenza e, com isso ela pode surgir através de crises de gripe, mas também pode ocorrer devido ao desenvolvimento de bactérias e fungos nas secreções nasais como acontece após alergias.

Os seios paranasais, também chamados de seios nasais ou seios da face, são cavidades cheias de ar dentro dos ossos do crânio e da face, que comunicam-se com a cavidade nasal. São quatro o número de seios paranasais, veja:

+ Seio frontal.
+ Seio etmoidal.
+ Seio esfenoidal.
+ Seio maxilar.

Os seios nasais desempenham várias funções, entre elas podemos encontrar:

+ Umidificação e aquecimento do ar respirado pelo nariz.
+ Aumento da ressonância da voz.
+ Equilíbrio das pressões intracranianas quando há variações na pressão atmosférica (mergulhos, viagens de avião ou subidas a grandes altitudes).
+ Secreção de muco para proteção das vias aéreas superiores.
+ Absorção de impacto em casos de trauma (materiais ocos absorvem mais impacto do que materiais maciços).
+ Os seios paranasais são bilaterais e simétricos, ligando-se à cavidade nasal por pequenos orifícios por onde é drenado o muco produzido.

Quadros de alergia ou gripe, por exemplo, podem causar edema da mucosa nasal e aumento das secreções, obstruindo facilmente a drenagem dos seios da face.

A impossibilidade de escoar o muco produzido leva à congestão dos seios paranasais e, consequentemente, à sinusite.

A sinusite pode ser conhecida como sinusite aguda sendo provocada por vírus, sinusite crônica sendo produzida por bactérias e por sinusite alérgica, se for causada por uma alergia. Também é dividida da seguinte forma:

+ Sinusite aguda: quando os sintomas duram menos de 4 semanas.
+ Sinusite subaguda: quando os sintomas duram entre 4 e 12 semanas.
+ Sinusite crônica: quando os sintomas duram mais que 12 semanas.
+ Sinusite recorrente: quando há 4 ou mais episódios de sinusite durante o ano.

Causas e fatores de risco

As principais causas da Sinusite são praticamente os mesmos dos fatores de risco.

Confira:

Desvio de septo natal: Acontece quando a parede entre as narinas estão tortas e causam um desvio, podendo obstruí-los.
Trauma na face: Quando um osso do rosto é fraturado, quebrado, pode causar obstrução das passagens das vias nasais.
Reações alérgicas: Causas ocasionadas por aromas, cheiros e até mesmo pelo ar como poeira, pólen, poluição, pelos, mofo, cigarros e etc.
Infecções respiratórias: Os mais comuns e mais conhecidos são gripe e resfriado que inflamam, assim bloqueando o corrimento nasal, criando condições para o crescimento de bactérias. Essas infecções podem ser virais, bacteriana ou fungos, também tem a rinite e asma que podem favorecer a origem de sinusite.
Doenças ou até remédios que enfraquecem a imunidade: complicações de cistos, refluxo gastroesofágico, AIDS e outros fatores que afetam o sistema imunológico podem bloquear as vias nasais.
Células do sistema imunológico: as células do sistema imunológico podem causar inflamação nasal.
Pólipos nasais: crescimento de tecido que bloqueia as passagens nasais.

Também em nossa alimentação devemos evitar alguns alimentos que contribuem para o aparecimento de alguns sintomas, são eles:

Leite e seus derivados. Podemos substituí-los pelos que procedam de cabra, ovelha ou outros animais, ou por bebidas vegetais (por exemplo de aveia, de arroz ou de amêndoas).
Algumas farinhas, principalmente as refinadas que se encontram nos pães, doces e nos bolos. Podendo ser substituídas por bolachas torradas ou pelos bolos de arroz ou amendoim.
Qualquer pessoa pode fazer parte do grupo de risco, desde os adultos até as crianças, além de pessoas que se expõe ao frio diariamente e ficam em jejum por muito tempo.

Sintomas da Sinusite

Entre os principais sintomas da Sinusite, os pacientes poderão apresentar:

+ Obstrução nasal ou secreção nasal, associados a pelo menos um dos sintomas: pressão ou dor facial, redução ou perda do olfato, associado a alterações tomográficas ou evidenciadas por exame de videonasofibroscopia.
+ Dor de ouvido.
+ Dores no maxilar superior e dentes.
+ Tosse, que pode ser pior durante a noite.
+ Garganta inflamada.
+ Mau hálito (halitose).
+ Fadiga ou irritabilidade.
+ Náusea.

É necessário ter atenção em dobro, pois a febre não é sintoma comum da Sinusite.

Agende a sua Consulta

Faça agora mesmo seu Agendamento, envie uma mensagem para nós através do formulário e vamos retornar para você com a confirmação do seu agendamento!

WhatsApp chat Fale Comigo